quarta-feira, 8 de outubro de 2008

AFINAL O QUE É VERMELHO SÃO OS DIOSPIROS...

Há fotos irrepetíveis e a imagem destes diospiros é impossível de repetir... Porquê? Querem saber mesmo porquê? Está bem, eu vou revelar: o Diospiro é a minha fruta preferida! Perceberam agora? Não? Oh, então o que acham que aconteceu com os elementos que compõem esta fotografia? Ufa, acertaram: pois é, lamento mas degustei-os há pouco... e mais houvesse (ou fossem mais baratos!).

6 comentários:

sofialisboa disse...

ainda não comi este ano...e adoro! sofia

Lia disse...

Adoro o vermelho!:0)Sou benfiquista de coração;0)))
Diospiros...tem de estar bem maduros...mas adoro!;0)
Beijocas

Maria, Simplesmente disse...

Que mau gosto! Fruta desagradável!.
Nunca mais cá venho...
Maria

mariam disse...

também adoro!!!
na quintinha do pai, havia um diospireiro grande, eu adorava ficar a olhá-lo por esta altura do ano, as "pernadas" de tão pesadas com tantas "bolas" laranja, tinham que ficar "especadas" com paus em forca... era a minha árvore-de-natal Outonal!
ou ainda nma sexta-feira também outonal, no 10º ano, lembrei-me de ir ao mercado com uma amiga num dos "furos" escolares, comprar 2 diospiros! para horror da minha amiga (ninguém com 15 anos se lembra de nada assim!)... então coloquei o saquinho na parte debaixo da secretária, com a intenção de os comer no próximo intervalo... mas... esqueci! na segunda-feira tive que "dar contas" à Srª contínua (era assim que se chamavam as funcionárias)pois os abençoados dispiros, de maduros, derreteram-se e escorreram secretária abaixo e por mais de um metro do soalho... era um rio amarelo acastanhado lindo de ver! LOLOLOL
Alexandre, veja o que uma imagem, nos pode fazer... obrigada por me fazer ter doces recordações...

sorrisos :)

mariam

Ezul disse...

Aos sábados, de manhã, os velhotes das hortas vêm ao mercado e vendem-nos muito baratos; hoje havia muitos, muitos. As árvores, quando os diospiros estão maduros, são extraordinariamente belas e tenho a intenção de as fotografar. Já os frutos...Há muitos, muitos anos, adorei o primeiro que provei; quando repeti, passei a detestá-los.

Filoxera disse...

Já sabia, do ano passado.
Há gostos para tudo...